+1 (888) 6-LINGUA

Entrar em uma universidade dos EUA é um processo que combina esperança e desafio. Tanto para os alunos americanos quanto para os internacionais, a concorrência é intensa e as taxas de aceitação são baixas.

Em todos os casos, entretanto, é a determinação que fará a diferença.

Há tantas oportunidades para um aluno que consegue entrar em uma boa universidade nos EUA que os pais começam a planejar a entrada de seus filhos já no ensino fundamental.

Bolsas de estudo para esportes, atividades extracurriculares, habilidades especiais, notas… Tudo conta e o objetivo é o mesmo: uma vaga na universidade.

Poucos alunos realmente conseguem entrar na universidade de sua escolha. Mas vamos analisar alguns fatos.

É difícil para um cidadão americano entrar em uma universidade dos EUA?

Em geral, sim. As taxas de aceitação em algumas das principais universidades dos Estados Unidos falam por si só:

É claro que também há universidades em que é muito mais fácil entrar, como a Universidade de Nova York, a UOPeople (Universidade do Povo) ou a Universidade da Califórnia.

Mas essas taxas não indicam 100% da realidade. Os alunos devem fazer testes como o SAT, ACT ou GMAT para demonstrar sua capacidade e desempenho acadêmicos.

E qual é a dificuldade para um estrangeiro entrar em uma universidade dos EUA?

Em geral, os alunos estrangeiros devem passar pelos mesmos filtros que os alunos americanos para entrar em uma universidade. As diferenças estão nos desafios relacionados ao idioma, à cultura e às formalidades legais.

E como eles podem superar as barreiras do idioma?

Além do fato de que os alunos estrangeiros são proficientes em inglês, eles devem comprovar isso passando no teste TOEFL exigido pela maioria das universidades, e um bom desempenho nesse teste requer um alto nível de preparação tanto na parte oral quanto na escrita.

Embora um nível B2 de inglês deva garantir a admissão em uma universidade, é necessário ter sido aprovado no TOEFL nos últimos dois anos. E aqueles que não foram aprovados precisam estudar o tempo todo.

O TOEFL pode ser tão complexo que, na Lingua Language Center, oferecemos um curso no qual, além da preparação acadêmica absoluta, ajudamos os alunos com o gerenciamento do tempo, a análise de modelos de cursos anteriores e o gerenciamento do estresse.

Esse curso preparatório para o TOEFL pode ser feito on-line antes de chegar aos Estados Unidos, graças à plataforma interativa que temos no Lingua Language Center. Além disso, se você já estiver no país, poderá fazer o curso nos diferentes locais que temos no estado da Flórida.

Ajudamos milhares de alunos em todo o mundo a passar no TOEFL desde 1998 e continuamos a fazer isso de forma ainda mais eficaz atualmente.

Mas se você ainda está longe de poder fazer o TOEFL, em nossa escola de idiomas também temos uma enorme variedade de programas de inglês para todos os níveis: desde o mais básico até aulas especializadas para todo tipo de profissional.

Escreva-nos para que nossos consultores possam lhe dar hoje todas as informações de que você precisa para vir estudar em uma universidade nos EUA, o que não será tão difícil se você planejar bem e tomar as decisões certas.

Aproveite o fato de que o sistema educacional dos EUA valoriza muito a diversidade e a excelência acadêmica, o que faz com que sempre valha a pena o esforço para quem busca uma educação de qualidade no país.

E lembre-se: na Lingua Language Center, oferecemos todas as ferramentas tecnológicas e pedagógicas, bem como o apoio dos melhores linguistas da Flórida, para que você possa atingir o nível ideal de inglês para ser aceito na universidade de sua escolha.